Amor contido



Aqui dentro carrego um amor reprimido.
Ocultado. Não manifestado. Proibido.
Sentimento represado e não vivido.
Daqueles que apertam o peito.

De tão intenso,
é veneno,
veneno que corrói,
veneno que mata.

O amor retido que é destrutivo.
Pois triste é ser desventurada,
sentir que te amo e que por você não sou amada,
que meu amor por outro é trocado.

15 comentários:

  1. Que triste...

    E é verdade o que você falou. Umas das piores coisas na vida é sofrer de amor reprimido, não poder tocar, ter e dar carinho...

    Gostei bastante =)
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Maíra, tudo bem?

    Obrigada peloc omentário lá no blog.. eu vi sim que os posts estão duplos mas já tentei arrumar de tudo quanto é jeito e nada... agora to com um amigo meu preparando um novo layout e vamos arrumar isso!

    Obrigada mesmo. Seu espaço é muito legal!

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Sufocante, mas denso. Febril, mas triste. O amor e seus avessos.

    Beijo, Maíra linda.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre vejo a coisa pelo lado do amor, porque deve ser ruim ser tão desejado mas quase sempre acabar como o vilão, né?

    Rs

    Amar não dói...nossas expectativas que são responsáveis pelas dores, só elas.

    * Beijos, obrigada pela visita.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  5. Ain Mairinha, aqui dentro eu também carrego um amor assim... Um amor que tenho vontade de dizer, gritar, declarar. Um amor que quero destruir, mas quero viver. Se destruir eu sofro e se manter o sofrimento é muito maior...

    Beijos linda

    ResponderExcluir
  6. Ai, eu acho amor contido um perigoo! :x
    Belo texto,querida, como sempre...
    um beijão

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Maíra, desculpe o sumisso, minhas ferias começaram e eu ainda não tou conseguindo me organizar pra comentar em todos os blogs que amo, como o seu por exemplo! Mas ao entrar aqui me deparo com um texto desse, que, apesar de eu estar passando por um momento de correria e ensaios, descreve exatamente o que estou sentindo, mas no meu caso esse amor tão lindo que você descreveu é destinado a uma amiga!

    Obrigado pelas palavras!

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Amor esse que parte o coração em incontáveis pedaços...

    ResponderExcluir
  9. Um Natal próspero e cheio de felicidade. Que Deus continue abençoando todos os seus passos.

    Trouxe um presente e espero que receba com carinho, clica aqui:

    http://www.artesorrindo.com/flashcard/n015.htm

    Beijo bem grandão.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  10. Embora triste, mais do que lindo esse poema seu. Amei de paixão. *-*
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  11. Ô Maíra... Sei que isso realmente dói, corrói machuca. Até certo ponto sentir esse dor é normal, natural, mas quando ela começar a envenenar, vixe... tem que tem mais cuidado. Não se deixe morrer por amor, ele não merece tanta doação.

    Um beijo, querida. Tenha um Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  12. Mas mesmo assim o amor em si é belo. Tão belo que fazes tu escrever tão lindas palavras.
    O amor é belo, até mesmo quando não se é recíproco, embora isso não o faça doer menos, não?

    ResponderExcluir

Todos os comentários são lidos e moderados previamente. Se quiser entrar em contato, falar alguma coisa e que esta não seja publicada, é só avisar. Fora isso, algumas regrinhas:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos;

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...